quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

I Encontro de Soluções Sustentáveis e Ações Socioambientais, com o objetivo de discutir propostas para combater enchentes e alagamentos 
na cidade de São Paulo.
O encontro foi proposto pela sociedade civil, representada pelos movimentos sociais e socioambientais da cidade:

Movimento pela Praça São Crispim, Praça São Crispim # Drenagem Sustentável, Programa Transformando Sucata em Cidadania, Sampa- Associação de Moradores e Amigos do Centro, Associação Santa Cia, Pompeia Sem Medo, Ipojuca Corajosa, Comunidade Brasil, Associação de Moradores e Amigos da Lapa, Associação de Moradores de Itaquera, CNTU- Sustentabilidade , Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, Rede de Parques.




Evento terá discussão sobre projetos de drenagem sustentável, como alternativa mais inteligente, duradoura aos piscinões para combater enchentes na cidade



Paralelamente haverá uma exposição institucional de projetos, serviços e produtos sustentáveis, como telhas com células fotovoltaicas,projetos arquitetônicos, instalações de reuso e reutilização de águas cinza, projetos em espaços públicos de drenagens sustentáveis, demostrando que estas estruturas, deveriam ser obrigatórias em toda cidade, para evitar e prevenir as enchentes e inundações , que castigam a população. 

O encontro será mediado pelo vereador Gilberto Natalini (PV). “A ideia de realizar essa discussão ampla surgiu após publicação do edital da Prefeitura para construção de novos piscinões via parceria público-privada (PPP) sem incluir a população dos bairros mais atingidos. Um desses projetos está previsto na praça São Crispim, na Lapa, o que acabará com o espaço verde e de convivência dos moradores”, explica a gestora socioambiental Annabella Andrade, organizadora do encontro. 


O edital  prevê a construção de cinco piscinões, todos localizados em praças e áreas verdes da cidade. “A Prefeitura realizou uma audiência pública no dia 22 de novembro do ano passado para apresentar o projeto, mas não divulgou adequadamente e não convocou a população para participar. Os piscinões são uma das alternativas para o combate às enchentes, mas causam um impacto ambiental muito grande.
Veja o caso da praça São Crispim: se o projeto for adiante, um importante espaço arborizado e de convivência da população da Lapa e do entorno simplesmente desaparecerá”, comenta Annabella Andrade.

O vereador Natalini concorda. “Existem alternativas aos piscinões que são mais baratas e sustentáveis e que respeitam as áreas verdes, tão escassas em nossos bairros”. Soluções de drenagem urbana sustentável vêm sendo desenvolvida por pesquisadores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo. “No entanto, esses projetos que são mais modernos e menos invasivos não estão na pauta de obras da Prefeitura.

As enchentes precisam ser combatidas, mas queremos abrir a discussão para soluções alternativas, que são conhecidas internacionalmente como infraestruturas verdes e azuis. Além disso, já tivemos piscinões que acabaram por piorar o problema das enchentes, como foi o caso do Jardim Maria Sampaio”, acrescenta Annabella, em janeiro de 2014, o piscinão do Jardim Maria Sampaio, na Zona Sul, transbordou devido às fortes chuvas e a água invadiu casas e comércios do bairro, provocando prejuízos para a população, que não foram reparados até hoje. 

Por isso, o I Encontro de Soluções Sustentáveis e Ações Socioambientais contará com a participação pesquisadores(as) da área para discutir novas propostas, como as arquitetas Paula Lemos e Fernanda Colejo, a engenheira Beatriz Codas e o professor Paulo Pellegrino. Além disso, o evento contará com uma exposição de empresas e desenvolvedores de projetos ambientais que irão apresentar os programas que já vem sendo desenvolvidos nesse setor.

Ficha técnica:
I Encontro de Soluções Sustentáveis e Ações Socioambientais
Data: 4 de março de 2020, das 18h00 as 21h30 - 4a. feira
Local: Auditório do 1° andar da Câmara Municipal de São Paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...