terça-feira, 15 de agosto de 2017

Em 2009 iniciamos a gestão de resíduos sólidos no Tribunal Regional Federal 3a.Região


TRF3 ORGANIZA EXPOSIÇÃO COM MATERIAIS RECICLÁVEIS E REUTILIZÁVEIS 
NO DIA INTERNACIONAL DO MEIO AMBIENTE

A mostra reúne sucatas produzidas pelo órgão com potencial para reciclagem e artesanatos 
desenvolvidos 
por ONGs da cidade de São Paulo 
Para comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente (5/6), a Comissão de Gestão Ambiental 

da Justiça 
Federal da 3ª Região organiza a exposição 5 Rs – Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar e 
Recusar
A mostra apresenta materiais recolhidos no Tribunal Regional Federal da 3ª Região que podem ser 
reciclados e reutilizados e trabalhos artesanais feitos com sucatas por ONGs da capital. 
O objetivo é sensibilizar os servidores e magistrados para a reciclagem.

A exposição atende a uma resolução do Conselho Nacional de Justiça que pede que os órgãos do 
Poder Judiciário se manifestem em datas específicas. O evento acontece nos dias 4 e 5 de junho, 
na sede do Tribunal, localizada na avenida Paulista, 1842, Torre Sul.

A desembargadora federal Consuelo Yoshida, membro da Comissão de Gestão Ambiental da 3ª Região, participou da abertura da exposição. “É importante mostrar como todo material que se utiliza e que, normalmente, se joga no lixo é útil. Nem tudo é lixo. 
Os resíduos têm valor 
econômico e podem ser reutilizados ou reciclados”.

Annabella Andrade, da ONG Comunidade Brasil, responsável pela montagem da exposição,
afirma que a mostra, além de comemorar o Dia Internacional do Meio Ambiente tem como 
proposta sensibilizar as pessoas para que elas se movam no sentido da reciclagem.

A mostra está dividida em duas partes: na primeira, o visitante irá encontrar sucatas – 
pastas, copos, garrafinhas, galões de água, papelões e pneus - recolhidas nos depósitos e 
dependências do Tribunal, com a indicação do tempo que esses materiais permanecem no meio 
ambiente e como podem ser reutilizados e reciclados.

Na segunda parte, a ONG Comunidade Brasil apresenta produtos desenvolvidos a partir de papel, couro vegetal, cerâmica e vidro, por outras 13 ONGs da cidade de São Paulo.

Entre os trabalhos expostos estão agendas e cartões produzidos pelo Projeto Papel de Gente que reúne 500 pacientes do Centro de Apoio ao Paciente Psiquiátrico do Hospital de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina. “O grupo é formado por pessoas que têm algum transtorno psíquico como esquizofrenia ou transtorno obsessivo compulsivo – TOC”, explica Annabella Andrade, representante da ONG Comunidade Brasil.
O papel do Tribunal na preservação do Meio Ambiente 
A desembargadora federal Consuelo Yoshida explica que algumas medidas adotadas no Tribunal têm 
contribuído para a redução do volume de lixo produzido. “O lixo que sai daqui não é lixo, é uma grande 
quantidade de papel. O número de páginas impressas está diminuindo após a determinação para que a impressão seja feita frente e verso. Além disso, o envio de memorandos e ofícios por e-mail, também contribui. Entre gabinetes, não imprimimos mais as pautas e resumos de pautas. Com isso, estamos reduzindo o uso de papel”. 

A Comissão de Gestão Ambiental da Justiça Federal da 3ª Região também realiza campanhas para 
racionalizar a utilização de copos e papel no Tribunal. Atualmente, cada servidor utiliza diariamente 
6 copos plásticos e imprime mensalmente, em média, 500 folhas. 
“Queremos que os servidores se conscientizem. Primeiro, nós estamos 
pedindo para que os servidores reduzam o número de copos utilizados. 
Depois, faremos uma campanha para que cada servidor utilize apenas um copo durante o dia”, 
explica a servidora Fátima Agostinho da Graça Félix
integrante da Comissão. “Estamos tentando partir para a conscientização ambiental, 
com o objetivo de que o servidor entenda que ele precisa reduzir para poder cuidar do meio ambiente”, 
finaliza.


Fotos:
Edgard Catão / TRF3
 1 - Banner da exposição 5 Rs – Reduzir, Reutilizar, Reciclar, Repensar e Recusar.2 - Peças artesanais produzidas por ONGs da cidade de São Paulo.

3 - Desembargadora federal Consuelo Yoshida visita a exposição.

4 - Artesanatos produzidos com material reciclado.

5 - Lixo recolhido nas dependências do TRF3 que pode ser reciclado ou reutilizado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...